Tipos de Oleosidade do Rosto

Share Button


Olá meninas, hoje vim falar sobre os tipos de oleosidade do rosto. No post passado eu expliquei cuidados com a pele para controlar a oleosidade, se você ainda não viu, veja para tomar os devidos cuidados. Nesse post, você vai poder identificar o seu tipo de oleosidade.

Leve

Reconhecendo: O brilho só aparece no final do dia. Na emergência, é facilmente controlado com lenços secativos ou rápida higienização, com algodão com gel de limpeza ou água termal. O rosto pode apresentar alguns cravos, mais no nariz, queixo e testa. Assemelha-se a pele mista.

Cuidando: Uma limpeza de pele bem feita, duas vezes ao dia, com água fria e sabonete seborregulador. Depois use tônico ou adstringente e finalize com séruns hidratantes. Prefira os que já contenham protetor solar, para não sobrecarregar o rosto com vários produtos (mas nunca deixe de usar, mesmo que não possua um hidratante com as duas funções).

No Consultório: Vale fazer limpeza profunda a cada mês ou peelings leves, como os de diamante e cristal, que agem somente na camada superficial da pele.

 

Moderado

Reconhecendo: Se o brilho aparece durante o dia e você sente a necessidade de lavar o rosto mais do que duas vezes é porque o grau de oleosidade já é mais avançado. É comum surgirem espinhas, poros dilatados e cravos.

Cuidando: O bom é usar produtos que contenham antibiótico ou que seja á base de certos ácidos. Mas evita os ácidos glicólico e retinoico, pois não podem ser expostos ao som. É bom que sejam utilizados sabonetes na limpeza, pois eles também ajudam a impedir a formação de cravos e tenham ação matificante e secativa de espinhas. Já o hidratante deve ser composto por substâncias que bloqueiam a ação das glândulas sebáceas.

No Consultório: A cada dois meses, faça peelings químicos com ácido salicílico. 

 

Excessivo

Reconhecendo: A pele fica bem brilhosa, independente do horário do dia ou da temperatura, gera bastante incomodo. A maior ocorrência de acne é um sinal. É comum a acne inflamatória, ás vezes com bastante pus e dolorida.

Cuidando: Além da limpeza diaria, pode ser necessário iniciar um tratamento via oral. Medicamento que contenham substâncias (instretinoína) costumam ser bastante usados. Os remédios apresentam resultados muito positivos, mas produzem uma série de efeitos colaterais (como o ressecamento dos lábios, da pele e do cabelo).

No Consultório: Utilizar tratamento com luz azul de LED, tende a ser eficaz para o controle da oleosidade excessiva e inflamação. É uma irradiação eletromagnética que age nas camadas mais profundas da pele, diariamente nas bactérias causadoras da acne impedindo sua proliferação.

Beijooos…

Share Button


Deixem seus comentários!

 

Copyright ©2013. All Rights Reserved.