Crudivorismo

Share Button


O crudivorismo, ou alimentação viva como às vezes é chamado, é comumente confundido com o veganismo ou vegetarianismo. Mas na verdade o crudivorismo é quase o pai do veganismo ou do vegetarianismo. Digo isso porque aqui temos um estilo de vida mais radical, porém leve.  Sim leve. A principal filosofia do crudivorismo é de consumir apenas alimentos crus, isto é, sem cozinhar, fritar ou desidratar. Esta alimentação assim como o veganismo, não consome carnes e alguns mais radicais não consomem nem mesmo leite ou ovos. O site da wikipedia explica detalhadamente a que se refere a alimentação crudívora. Quer saber mais? CLIQUE AQUI.

Alimentos, adeptos e outros no Crudivorismo

Os alimentos mais consumidos são as frutas, verduras e legumes em geral, cereais e grãos e tubérculos.  Mas o que leva uma pessoa mudar seus hábitos alimentares? Bem… os motivos podem variar de pessoa pra pessoa. Algumas mudam por problemas na saúde como diabetes, outras por motivos religiosos e místicos e outras apenas para ter uma vida mais saudável e/ou perder peso. Originalmente esse regime foi desenvolvido por um grupo de nutricionistas para pacientes com diabetes, e ao se verificar seus efeitos identificaram que os pacientes além de emagrecerem passaram a ter uma curva glicêmica mais homogênea.  Entre os crudivoros existem alguns “níveis” de adeptos. Acesse AQUI e saiba mais a respeito do assunto.

Os radicais se alimentam de comida cem por cento cruas. Eles comem a geralmente frutas e outros vegetais preparados de diversas formas e devem ter um cuidado extra com alimentos a fim de evitar parasitas e infecções. Os que estão começando a mudar sua dieta costumam balancear sua alimentação comendo uma parte de alimentos crus e outra de alimentos comumente consumidos e aos poucos se tornando cem por cento crudivoros.  Os adeptos da alimentação viva defendem que ao se cozinhar um alimento muitos nutrientes se perdem e por isso se alimentar de alimentos crus é mais saudável.

Cientificamente falando essa afirmação é apenas uma meia verdade. Ao se cozer um alimento em temperaturas acima de quarenta graus célsius perde-se muitas enzimas.  A falta de enzimas na comida cozida é ainda uma das maiores razões do envelhecimento e morte precoce. É ainda a causa implícita da maior parte das doenças. Por outro lado a alimentação estritamente crua pode causar deficiência de certas vitaminas como B12 presente em alimentos de origem animal e utilizada para formação, integridade e maturação das hemácias e também essencial para manutenção das funções do sistema nervoso. Sem a vitamina B12 a proteção dos nervos sofre um desgaste.

Não estou aqui para dizer que esta é a dieta certa ou errada para você, mas devem-se pensar bem seus objetivos ao embarcar nesse estilo de vida. Se você se decidir como um crudívoro procure um nutricionista que possa te ajudar a suprir suas deficiências vitamínicas.

Share Button


Deixem seus comentários!

 

Copyright ©2013. All Rights Reserved.